7 maneiras de conseguir o telefone dela de forma sutil > Mundo Aki

7 maneiras de conseguir o telefone dela de forma sutil


As maneiras de conseguir o telefone de uma mulher são relativamente simples, mas é preciso tato. Além de ser criativo, obviamente, você precisa aprender a não aceitar uma resposta negativa e se conformar. Ou, melhor do que isso, criar uma situação em que ela não tenha como negar o seu pedido – e quem disse que você precisa, necessariamente, pedir?
Essas e outras regras são ensinadas por sete homens que se deram bem e enviaram seus relatos para nós: conseguiram descolar o número de telefone de mulheres difíceis, das mais diferentes maneiras.
1. “Perca” o celular
Rafael de Oliveira merecia um prêmio por tanta criatividade. O rapaz de 28 anos deu carona aos colegas de faculdade e, entre eles, estava uma desconhecida. “Não dava para pedir o telefone dela na cara dura, ia ficar chato”. Foi quando ele teve uma boa ideia. “No meio do caminho, joguei meu celular sob meu banco, sem que ninguém notasse”. Na hora que todos saíram do carro, ele a chamou para pedir um favor. “Fingi que estava procurando e disse que não estava achando meu celular. Perguntei se ela poderia ligar para o meu número para ver se eu escutava tocar dentro do carro”. Batata! Não tinha como negar. “Peguei o telefone dela e liguei no dia seguinte. Nós nos encontramos na faculdade para bater papo e tivemos um rolinho de alguns meses”.
2. Peça para uma amiga
O jeito mais simples para Lucas Grilo, 29 anos, é pedir para uma amiga ou amigo em comum. “Parece simples, mas sempre dá certo”. Ele diz que, muito melhor do que telefonar, mandar uma mensagem de texto é a melhor tacada. “A pessoa fica curiosa, não resiste e responde. E não corre o risco de você ligar numa hora inconveniente”, diz. “Se ela não lembrar quem você é, mande uma foto mensagem, troque facebook, twitter… A mulher se sente mais à vontade para conversar assim”.
3. Aguce a curiosidade
No fim de uma noite em um bar, Carlos Sideral, 38 anos, percebeu que uma moça lhe interessava muito, mas já não havia muito tempo para papo. “Cheguei pedindo direto o telefone. Disse que tinha algo para conversar com ela que não daria para ser ali e nem com tanta pressa”. De cara, ela disse que não daria. Ele, então, não mostrou desespero. “Perguntei, apenas, se ela tinha certeza de que não queria saber o que eu tinha a dizer”. A moça, com cara de desconfiada, concordou e passou o telefone. “Liguei depois de uns três dias e a convidei para jantar. Deu certo”.
4. Seja convincente
Depois de muita conversa em uma balada, Robson Torres, 29 anos, não conseguiu nada. “Não peguei ninguém a noite toda para ficar ali tentando com ela”. Por isso, estava decidido a não sair dali sem, pelo menos, um número de telefone. “Como ela não quis me dar, perguntei se ela acreditava que arrumaria algum outro homem que conversaria a noite inteira com ela sem tentar nada. Expliquei que se eu estava até agora ali, era porque eu estava realmente interessado por ela e por mais ninguém”. A frase final foi líquida e certa… “Perguntei: ‘Vai desperdiçar quem está querendo conhecer você e não se contenta em ficar correndo atrás de qualquer uma?’”. Funcionou.
5. Peça o celular emprestado
“Posso ver seu celular?”, perguntou Juliano Ventura a uma mulher que estava na mesma mesa que ele, durante o aniversário de um amigo. Ela, sem entender, deu o aparelho na mão dele. “Disquei meu número e esperei tocar”, conta. O homem de 33 anos desligou e devolveu o telefone à convidada. “Falei: ‘Pronto! Agora eu tenho o seu número e você, o meu. Eu ligo para podermos conversar melhor, tudo bem?’”. Ela concordou.
6. Peça ajuda
Interessado em uma colega de trabalho, André, 35 anos, não queria criar uma situação constrangedora, revelando qual era seu real interesse ao pedir o número de telefone dela. Por isso, teve paciência e esperou a ocasião certa. “Na minha empresa, fazemos plantões nos fins de semana. Quando estávamos com um cliente mais complicado e era a minha vez de fazer plantão, pedi o telefone dela, caso eu precisasse de alguma ajuda”. Garantia de sucesso!
“Ela me deu o número, mas não telefonei. Na segunda-feira, eu a procurei para agradecer, apesar de não ter precisado. Mas perguntei se poderia telefonar outra hora”. A mulher permitiu e ele ligou. “Começamos almoçando durante o expediente. Depois, eu a convidei para outros encontros e começamos a namorar”, conta ele, que não revela o nome, pois o relacionamento não é assumido no trabalho.
7. Faça a amizade certa
Reginaldo Sahm, 32 anos, se considera o tipo simpático, que faz amizade com todo mundo. Na academia onde malha, sempre ficava de olho em uma das alunas, mas não tinha chance de puxar papo. “Ela sempre estava 
com fones de ouvido, com uma cara séria e não conversava com ninguém. Fazia os exercícios e ia embora”. Mas como ele estava decidido, resolveu falar com a recepcionista da academia. “Com certeza, ela teria o cadastro dos alunos. Então, pedi que ela me desse o telefone”, conta. “No começo, a menina ficou com receio, pois é lógico que não pode fazer isso. Mas como eu sempre brincava com ela, consegui convencê-la e peguei o nome e o número da aluna, prometendo não contar a ninguém como consegui”.
Quer mais dicas como essas?
Então visite o Blog Como Conquistar uma mulher, clicando aqui!

←  Anterior Proxima  → Página inicial
Comentarios Facebook
Comentarios Blogger

0 comentários:

Postar um comentário