Emitir Duplicata - Dicas, Passo a Passo > Mundo Aki

Emitir Duplicata - Dicas, Passo a Passo


A duplicata é uma nota emitida por uma empresa que tem por finalidade registrar informações do cliente referente a qualquer divida que esteja em seu nome. Em um exemplo simples, o cliente vem até sua empresa e quer adquirir produtos a prazo, nesse caso você faz duplicatas promissórias com algumas informações desse cliente, inclusive com sua assinatura.

Essa duplicata ficará em suas mãos, quando o consumidor pagar essa duplicata a mesma é entregue, como forma de comprovação de pagamento.

Emitir-Duplicata – Dicas-Passo-a-Passo

Eletrobras Amazonas Energia – 2 Via Boleto Passo a Passo

Definição: Duplicatas

A duplicata funciona basicamente como um título de crédito, muitas empresas emitem as duplicatas como forma de garantir o recebimento de uma venda ou compra. Com a duplicata é possível garantir que houve uma negociação entre ambas as partes, facilitando as negociações e também o recebimento do crédito, que pode acontecer de forma amigável ou através da justiça.

Algumas pessoas acreditam que as duplicatas também podem vir como forma de boleto, mas na realidade a duplicata serve basicamente como uma forma de garantir a negociação, mas pode ser emitida junto a alguma fatura. Mas de forma alguma a duplicata terá um código de barras como no caso de um boleto.

Cartão Magazine Luiza - 2 Via Passo a Passo

Utilizar a Duplicata para Controle de Caixa e Estoque

Como o próprio nome já diz, a duplicata é emitida em duas vias, ou somente em uma, dependendo da forma de trabalho de determinada empresa. Porém constam informações sobre o produto comprado e sobre o saldo devedor de determinado cliente, com isso a empresa consegue utilizar as duplicatas como forma de controle de estoque e de caixa. Primeiramente você deve criar um sistema de armazenamento, que pode ser virtual ou físico, o virtual é com certeza o melhor a ser utilizado, porém não é tão viável.

Através das duplicatas você consegue calcular com exatidão a quantidade de estoque que está saindo de sua empresa e também consegue manter um padrão de vendas a prazo e também de seu caixa, pois nos pagamentos das duplicatas é possível dar baixa e incluir no resultado final da renda de sua empresa.

Como Emitir Duplicata

A emissão de duplicata pode ser feita manualmente ou através de sistemas e máquinas, como no caso de um computador conectado a impressora, em ambos os casos a duplicata deve abranger as seguintes informações: Credor, valor referente à negociação, número do título (que pode ser utilizado como uma forma de organizar as duplicatas), data de emissão, vencimento, valor por extenso, nome do devedor, praça de pagamento e assinatura do devedor. Quando a empresa emite várias duplicatas durante a semana, o ideal é que essa duplicata seja feita de forma personalizada por uma gráfica.

Caso você faça poucas emissões, uma dica interessante é utilizar sistemas na internet, como no caso desse site (http://www.controlenanet.com.br/duplicata/logduplicata.php), que oferece uma forma simples de emissão de duplicatas. Outra dica interessante é procurar um "molde" para Word, sistema de edição de texto bastante conhecido e que pode ser utilizado para emissão de duplicatas. Existem também alguns programas exclusivos e empresas que oferecem esse tipo de serviço, porém pagar pela emissão de duplicatas é compensativo somente para quem necessita de uma grande demanda.

←  Anterior Proxima  → Página inicial
Comentarios Facebook
Comentarios Blogger

0 comentários:

Postar um comentário