Globo será investigada e uma CPI está próxima contra a emissora > Mundo Aki

Globo será investigada e uma CPI está próxima contra a emissora


Para preservar os nomes dos deputados e também algum tipo de pressão pela emissora Rede Globo, os nomes dos deputados que  assinaram o pedido de abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) não foram divulgados, mas segundo o deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) o número só aumenta das assinaturas dos deputados a favor da criação de um CPI contra a emissora.

rede_globo_rj_protesto_reprodução_vermelho

O Ministério Público do DF (Distrito Federal) abriu no dia 16 de julho de 2013, uma apuração criminal preliminar com o objetivo de investigar suspeitas de sonegação envolvendo a emissora Rede Globo.

De acordo com o grupo, composto por 17 entidades da sociedade organizada, entre eles, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação e o Centro de Estudo das Mídias Alternativas Barão de Itararé, as investigações tornaram-se indispensáveis devido a divulgação de documentos, que eram até então sigilosos, sobre multa de mais de R$ 600 milhões à Rede Globo pela tentativa de sonegar impostos referentes à exibição da Copa do Mundo de 2002. E também segundo o grupo, ainda há suspeitas de crimes contra órgãos da administração direta e indireta da União e de estelionato e possivelmente de lavagem de dinheiro.

O Ministério Público terá o prazo de 90 dias, adiáveis pelo mesmo tempo, após a abertura do procedimento preliminar, para verificar as informações. Mas se houver indícios satisfatórios do crime, será aberto um inquérito, caso contrário o processo será arquivado.

mensalao-globo

Entenda o Processo

Segundo relatos a emissora Rede Globo teria aberto uma empresa de fachada nas Ilhas Virgens Britânicas com o intuito de não recolher o imposto de renda direto na fonte.

De acordo com uma documentação apresentada por um auditor da Receita Federal, “um ano depois, a sociedade foi dissolvida e seu patrimônio vertido para que a TV Globo obtivesse a licença que a permitiria transmitir os jogos da Copa do Mundo de 2002”.

receita-globo-1

Foi condenada pela Justiça à 4 anos e 11 meses a ex-agente administrativa da Receita Cristina Maris Ribeiro, pelo sumiço de documentos, mas precisamente pelo desaparecimento do processo que envolve a emissora Rede Globo. As investigação do Ministério Público apontaram que a ex-agente atuava para beneficiar empresas que deviam ao fisco por meio de fraudes no sistema eletrônico.

Manifestações

Nas manifestações que atingiram o país todo uma das reivindicações era contra o monopólio da emissora Rede Globo. E a emissora parou de noticiar quando percebeu que os manifestantes cobravam distribuição de renda e das riquezas, democratização das comunicações, mais justiça social e ainda cobravam sobre o escândalo da sonegação fiscal da própria emissora na compra dos direitos da transmissão da Copa de 2002 da FIFA através de operações em paraísos fiscais.

globo

Tag: Ilhas Virgens Britânicas,sonegação fiscal,CPI,Emissora,Globo

←  Anterior Proxima  → Página inicial
Comentarios Facebook
Comentarios Blogger

0 comentários:

Postar um comentário